Home Artigos É o modo de se relacionar que sustenta o amor.

É o modo de se relacionar que sustenta o amor.

139
0

Relacionamentos não são complicados. Pessoas são complicadas. Amar é tão simples. Acontece que muitas vezes idealizamos demais e esquecemos de viver a realidade.

As pessoas se esquecem de que o amor precisa ser alimentado não com presentes e jantares caros, mas com respeito. Com cuidado. Com bondade e parceria. 

As pessoas se esquecem da cor favorita, da sobremesa preferida, se esquecem de que um filme de comédia romântica, em um final de tarde no domingo, faz bem. As pessoas se esquecem de elogiar e querer bem. De orar juntos. Incentivar o outro e admirar. 

Não é sobre uma vida a dois nos melhores restaurantes, as melhores viagens. É sobre um abraço quando as coisas não estão bem, é pausar a correria para ser abrigo, é estar juntos e estar com Deus. É ser resposta de oração. 

O problema é que as pessoas são intensas demais no começo de um relacionamento e fazem de tudo para conquistar o outro, mas não sabem como lidar com todo o sentimento que, às vezes – na maioria das vezes – parece não caber dentro da gente.

E aí vem os inúmeros presentes, os inúmeros agrados, os inúmeros elogios e depois de um tempo, a insegurança vai embora e a gente se esquece de que é preciso (continuar) conquistando todos os dias.

Mas isso, ao contrário do que muita gente pensa, não é um fardo, obrigação e está longe de ser um sacrifício. É o presente de amar e ser amado(a). 

O amor se alegra com a simplicidade e são as pequenas coisas que fazem o nosso coração sorrir sem medo, como quem tem alguém ao seu lado querendo fazer morada. Deus deseja que você seja feliz e amado(a) não se esqueça disso e de amar também. 

Thamilly Rozendo 

@thamillyyrozendo

Foto: Renate Venaga 

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: