Home Artigos Algumas dores são inevitáveis!

Algumas dores são inevitáveis!

486
0

Acredito que as primeiras experiências que você tem com a dor começaram na infância, quando você levou aquele tombo enorme, que fez um machucado que doeu bastante. Quem nunca teve uma queda dessas?? Alguns deixam cicatrizes, outros só lembram porque os familiares contam, outros já foram mais graves e por aí vai.

Tenho certeza que depois dessa experiência, você aprendeu o que realmente pode machucar, fazer mal e começou a evitar o comportamento que te levaria a cair novamente.. Em alguns momentos você pode evitar a dor, mas você não pode passar a vida fugindo.

Ela incomoda e causa desconforto. O seu cérebro é programado naturalmente para economizar energia e sempre te sugere aquilo que vai proporcionar prazer e evitar a dor. Você pode estar evitando algo bom com medo de sentir dor e fazendo algo ruim para sentir prazer.

A palavra de Deus ensina o que é certo, mas nem sempre o caminho certo é o mais prazeroso no início. Não existe ganho sem dor e esforço. A nossa geração está muito mal acostumada a não querer se esforçar para conquistar o que verdadeiramente vale a pena.

É mais fácil desistir de tudo na primeira adversidade do que pagar o preço de viver uma grande conquista. Como tudo te ofende, você prefere não fazer nada do que correr o risco de fazer alguma coisa e dar certo.

Você já parou para pensar que da sua idade você não deveria mais viver o que está vivendo hoje? Não me leve a mal, mas eu mesma me fiz essa pergunta a algum tempo atrás e eu vi que eu estava fugindo da dor do amadurecimento necessária para viver as promessas de Deus na minha vida.

Não adianta ter promessas e não se posicionar para pagar o preço necessário para vivê-las. Olhe sinceramente para você e pense se a promessa do senhor chegasse hoje na sua vida, você estaria preparado? Não significa que você deve estar pronto, mas o fato de estar em desenvolvimento já faz muita diferença.

A melhor dor que você pode sentir é a do amadurecimento porque ela te levará onde muitos não chegarão.

Vamos juntos?

Um abraço,

Carla Duarte (@carladuarte.rj)

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: