Home Artigos Casamento não é salva-vidas

Casamento não é salva-vidas

189
0

O casamento não é um salva-vidas, ele é uma ponte para duas pessoas cumprirem juntas o propósito para o qual nasceram.

 

O casamento não tem o poder de salvar sua vida emocional das expectativas, carências ou dores do passado.

 

O casamento tem o poder de através de você transformar a vida de outras pessoas. 

 

Jesus como homem era completo no Pai e por isso não precisava que nada externo o completasse. 

 

Ele é a completude de todas as coisas, ou seja, Ele é o ser completo que nos completa.

 

Hoje nós só podemos ser completos e inteiros n´Ele. Nada que é externo pode nos completar porque só Ele é a completude e plenitude em nós.

 

Muitos se enganam e se perdem, achando que quando casarem vão ser completos por causa do outro.

 

Só que o casamento não pode te completar nesse nível porque ninguém consegue suprir todas as expectativas do outro.

 

Somos limitados e falhos, então só Deus tem a capacidade de nos preencher por dentro.

 

Nada nem ninguém terá a capacidade de te completar a ponto de você depositar sua felicidade porque todos nós precisamos de transformação.

 

Muitos estão desesperados pra casar por acharem que o outro será seu salva-vidas.

 

Se jogam de cabeça pra pegar e garantir seu casamento salva-vidas a qualquer custo.

 

O resultado disso muitas vezes é se afogar e naufragar em relacionamentos doentios e frustrados.

 

Relacionamentos desse tipo deixam as pessoas com a alma quebrada e fragmentada.

 

Cheia de pedacinhos de cada relacionamento que não deu certo e cada vez vão se afogando mais. 

 

É preciso cura emocional antes de entrar num relacionamento.

 

O casamento te torna um só com seu cônjuge, mas só o Espírito Santo te torna um com Ele, pois Ele é o único que pode habitar e fazer Morada em você.

 

O casamento não é um salva-vidas sentimental. Se você não entrar nele já inteiro, não terá salva-vidas que suporte a tempestade do seu barco.

 

"Salve" primeiro sua vida sentimental individualmente e só depois pense em se relacionar e casar com alguém.

 

Pricila Feijó Coelho. 

Instagram: @pricila_feijó 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: