Home Artigos Casar virgem necessariamente não é casar puro

Casar virgem necessariamente não é casar puro

41
0

Parece contraditório mas não é, ser virgem nem sempre significa ser santo.

Conheço virgens que vivem o padrão mundano em seus relacionamentos cheios de lascívia, acreditando que vivem em santidade e está tudo bem se liberarem tudo, só não chegando nos finalmente.

Conheço também aqueles que já foram sexualmente ativos, mas hoje abandonaram a prática do velho homem e hoje vivem os padrões do Reino em santidade.

Existem Virgens que não são Santos, e não Virgens que são.

Kadosh significa “santo”, “puro” ou “limpo” no hebraico e dá origem a outras palavras como: “santidade”, “santificação”, “separação”, e “consagração”.

Se você tem andado em retidão, se seu corpo, mente, alma e espírito glorificam aquele que chamamos de Senhor, então você vive a santidade, não importa se ainda é virgem ou não.

“Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem,

Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, porquanto escrito está: Sede santos, porque eu sou santo” (1Pe 1:14-16)

Angela Neto
Instagram: @AngeladoEEE
Email: angela@escolhiesperar.com

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: