Home Artigos Livra os outros do mal que eu posso causar

Livra os outros do mal que eu posso causar

248
0

Há alguns meses postei esta frase no Facebook e ela viralizou: "Nem sempre foi você que recebeu livramento. Às vezes, Deus livrou a pessoa de você".

Foram milhares de compartilhamentos no post original. Depois alguns amigos começaram a me marcar em posts de páginas que estavam usando a frase.

Isso é para mostrar que houve muita identificação. Ou seja, muitas pessoas sabem que também já erraram no seu relacionamento.

Okay, sei que alguns usaram para mandar indireta também, mas vamos ao ponto principal da reflexão:

Há a necessidade de reconhecer que nós também erramos, que também magoamos, que também fomos motivo de sofrimento e tristeza.

Como também há a necessidade de reconhecer que seríamos motivo disso tudo, caso um relacionamento que não aconteceu, acontecesse.

Deus já livrou pessoas de nós!

O passo seguinte após reconhecer é mudar. Aprender como honrar a Deus, prioritariamente; aprender a honrar a nós mesmos; e à pessoa com quem temos um relacionamento.

E também é preciso aprender a esperar o tempo certo de iniciar esse relacionamento.

Porque quando não aprendemos isso, somos como uma bomba-relógio prestes a explodir. Basta uma situação que exija valores e princípios fundamentados em Deus e na palavra Dele que não conhecemos ou não seguimos e… BOOM! 

O ditado diz que a pressa é a inimiga da perfeição. Pois bem, a pressa é a inimiga do coração também.

Lembre-se de cuidar do seu coração, mas nunca se esqueça de cuidar do coração da outra pessoa.

É fácil orar "livra-me de todo mal", mas comece a orar também assim: "Livra os outros do mal que eu posso causar!".

Que Deus continue te abençoando grandemente!

Até o próximo!
Grande abraço!
Graça e a paz!

Cassio Mota Pedroso
Instagram: @cassiomotapedroso

Foto: yamasan, iStock.

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: